Quanto tempo dura um aparelho AVAC? Com a manutenção apropriada, mais de 15 anos. Contudo, os benefícios não se resumem a aumentar a vida útil e o ROI dos seus equipamentos. As vantagens acumulam-se:

 

  • evitar avarias dispendiosas, que podem diminuir até 95%
  • reduzir os gastos de energia e diminuir a pegada ecológica da empresa
  • melhorar a qualidade do ar interior e manter condições óptimas e estáveis;
  • prevenir doenças como a Legionella, a asma ou a rinite alérgica. 

 

Mas, se sobre as vantagens não restam dúvidas, sobre como planear a manutenção preventiva AVAC não podemos dizer o mesmo. Como é que pode ter a certeza que não lhe escapa nenhuma unidade de AC? Ou agendar a manutenção de rotina com uma equipa reduzida? Haverá maneira de gerir o gigante que é o sistema AVAC sem hiperventilar?

 

Como fazer um plano de manutenção preventiva AVAC 

 

Pode respirar, porque explicamos como fazer um plano de manutenção para AVAC em apenas 4 passos:

 

1. Inventário

 

Como se o nosso guia para fazer um plano de manutenção fosse uma receita, começamos com os dois ingredientes: “inventário” e “software de manutenção”. A primeira coisa – e o ingrediente que não pode mesmo substituir nesta receita – é o inventário de activos.

 

Crie um inventário exaustivo de todos os seus equipamentos AVAC. O inventário deve incluir a localização, o estado do equipamento, o fornecedor e até informação complementar, como o histórico do activo, as recomendações do fabricante e o comprovativo da garantia. 

 

A forma como cria e organiza este inventário é flexível. Até pode ser em papel ou Excel! Mas recomendamos que o faça num software de manutenção para centralizar toda a informação. Embora o mais comum seja um CMMS, explore outras opções, incluindo plataformas inteligentes de manutenção.

 

2. Lista de tarefas para cada activo

 

Agora que tem o inventário pronto, já começa a ter noção da imensidão do trabalho. Associe ordens de trabalho (OTs) a cada tipo de activo – se usar uma plataforma de manutenção inteligente, pode juntar um grupo de activos (“todas as unidades de AC) à mesma OT (“mudar os filtros”). 

 

👉 Veja como a Sotécnica reduziu o trabalho administrativo em 87% com a Infraspeak

 

Geralmente, há uma manutenção anual, que inclui a inspecção completa, uma limpeza profunda e reapertar as ligações eléctricas. Depois, consoante os equipamentos, há cuidados mensais, trimestrais ou semanais que se repetem, como a troca de filtros, colocar lubrificante e refrigerante, entre outras. 

 

Com um software, também não precisa de criar uma OT para cada uma destas acções rotineiras. Na Infraspeak, por exemplo, defina  “trabalhos planeados” para as tarefas anuais e “trabalhos cíclicos” para agendar automaticamente as tarefas rotineiras. Assim, nada fica esquecido!

 

Checklist de Manutenção Preventiva AVAC - Download Grátis

 

 

3. Agendar e atribuir todas tarefas

 

Já explicámos as vantagens de utilizar um software de manutenção para agendar a manutenção preventiva AVAC. Mas para agendar todas as tarefas ainda há mais uma coisa que precisa de fazer: o cronograma de manutenção. É isso que vai nortear o dia a dia das suas operações.

 

Em primeiro lugar, faça uma previsão realista do tempo que demora cada tarefa. Depois, tenha em consideração que os técnicos só são produtivos 25-35% do tempo. Com base nessa previsão, certifique-se que não está a agendar demasiadas tarefas para um só dia, gerando um backlog interminável.

 

Por fim, não se esqueça de escolher a melhor altura para fazer todas as inspecções anuais. Se tem um hotel, por exemplo, é uma boa ideia aproveitar a época baixa para não incomodar os hóspedes e deixar tudo pronto para a época alta. Mas cada caso é um caso!

 

4. Analise os KPIs e continue a melhorar

 

Quando tiver todo o plano de manutenção AVAC configurado no software, é uma excelente política analisar os KPI. Muitos programas geram relatórios automáticos para calcular a percentagem de downtime, o tempo médio entre avarias e o tempo médio de reparação. 

 

👉  Reveja aqui os principais indicadores de manutenção

 

Com base nesses indicadores, pode controlar melhor os custos de manutenção, a fiabilidade dos equipamentos, a eficiência do seu plano e a produtividade da equipa. A partir daqui, pode melhorar os “pontos fracos” do plano, acompanhar o ciclo de vida dos activos e tomar decisões mais informadas.

 

Por exemplo, se um aparelho tem avarias constantemente e está a sugar os seus recursos, deve ponderar se é preferível continuar a reparar ou substituir. Fique atento a avarias frequentes, dificuldade em manter a temperatura definida, aumento de gastos de energia e corrosão ou desgaste em excesso.

 

Como quase tudo, a manutenção preventiva fica mais fácil com a ajuda da tecnologia. Quer seja prestador de serviços, quer esteja à procura de um sistema para gerir a manutenção do seu edifício, uma plataforma customizada vai poupar-lhe tempo, burocracia e muitas horas a fazer o planeamento.