O que é a gestão de operações técnicas

Technical Operations Management

Quando se fala em gestão de infraestruturas, é impossível não destacar o papel do gestor de operações técnicas (technical operations manager, em inglês). O gestor das operações técnicas é quem assume a liderança do departamento técnico, o que significa que tem sob a sua alçada o planeamento, a coordenação e a organização de todos os processos técnicos. Deve assegurar-se, portanto, que todos os funcionários cumprem os requisitos técnicos delineados para cada projeto.

Sem uma gestão de operações técnicas adequada, é seguro dizer que dificilmente a empresa atingirá os seus objetivos e prazos. Mas não são apenas os resultados atuais da empresa que ficam comprometidos — o futuro também fica em cheque. O gestor de operações técnicas deve prevenir as necessidades da empresa de acordo com a escalabilidade do negócio. No fundo, trata-se de balançar o conhecimento técnico com a gestão.

Como é o dia a dia de um gestor de operações técnicas?

O cargo de gestor de operações técnicas é uma posição de liderança. Como responsável pelo departamento técnico da organização, responde pelo planeamento, coordenação e execução de todas as componentes técnicas de um projeto. No dia a dia, isto significa que tem de trabalhar com toda a equipa técnica, desde engenheiros a gestores de projeto, passando por empresas de outsourcing ou clientes externos.

Um gestor de operações técnicas é, portanto, um bom comunicador capaz de desenvolver o espírito de equipa e de promover team building. Em trabalhos rotineiros, é expectável passar o dia num escritório, a analisar relatórios e supervisionar o desenvolvimento de cada projeto. Mas em caso de dúvida ou de emergência, o gestor deve ser capaz de trabalhar sob pressão e dar uma resposta rápida e eficaz.

Um tête-à-tête entre a ciência de computadores e a gestão

É fácil de perceber, portanto, porque é que o gestor de operações técnicas deve dominar todas as componentes técnicas de cada projeto. No entanto, não podemos esquecer-nos do seu papel dentro da empresa. Neste caso, o gestor de operações técnicas tem de procurar um equilíbrio quase perfeito entre o domínio da técnica e os conhecimentos de gestão.

Como líder de um departamento, o gestor de operações técnicas deve estar preparado para aconselhar a administração sobre potenciais melhorias e prever necessidades futuras. Além disso, há que articular as operações técnicas com as de outros departamentos e manter-se focado no plano de negócios da empresa. É por estas razões que grande parte das empresas pede formação em ciência dos computadores ou em ciência da informação aliada a quatro ou cinco anos de experiência numa posição de liderança.

Agora que já esclarecemos o que implica a gestão de operações técnicas e o que se espera de um gestor, lançamos algumas perguntas — Quem é o responsável por estas ações na sua empresa? Acha que essa pessoa está pronta para trabalhar sob pressão e fazer o seu negócio crescer? Ou, por outro lado, identifica-se com estas caraterísticas e sente-se preparado/a para assumir este papel?