Você com certeza já se deparou com um Código QR, principalmente em ações de marketing, promovidas pelas mídias impressas. Sejam elas revistas, jornais ou até mesmo cartazes e outdoors nas ruas. Trata-se de uma tecnologia japonesa, disponível desde 1994 e, que cada vez mais, está presente dentro das empresas e negócios em todo o mundo.

Atualmente ela pode ser utilizada não apenas para promover uma empresa a níveis estratégicos, frente aos seus concorrentes ou potenciais clientes. Ela se transformou num item econômico que permite organizar, armazenar, rastrear e gerir informações essenciais sobre ativos de uma empresa, facilitando a gestão da manutenção. Quando utilizada da forma correta, permite acrescentar valor e credibilidade em prol do aumento dos lucros.

O que é QR Code ou Código QR

O QR Code ou Código QR é uma espécie de gráfico em 2D (dimensões), geralmente apresentado em formato quadrado e com as cores preta e branca. A tradução das letras significa Quick Response, ou seja, resposta rápida.

Essas “caixinhas” podem ser escaneadas por meio das tecnologias móveis. Ou seja, aparelhos que possuem câmeras (smartphones, por exemplo), realizando a leitura das informações pré-estabelecidas. Podem ser dados com números de telefone, informações sobre um determinado produto, promoções, links para site, SMS ou similares.

O QR Code é uma invenção, desenvolvida por profissionais de uma empresa do ramo automobilístico (Denso-Wave). Na época, o objetivo era acelerar os processos por meio de esquemas de marcações, componentes e subconjuntos do processo de produção. Apenas em 2003 e que passou a ser adicionado para os celulares (com câmeras fotográficas).

Como funciona o QR Code

Esse código é lido e “interpretado” meio da tecnologia de leitura de códigos bidimensionais. As tecnologias móveis capazes de realizar essa transformação necessitam apenas de uma câmera fotográfica (e o aplicativo em questão) ou aparelhos com softwares de leitura 2D, por meio do escaneamento.

O QR Code possui uma espécie de margem (quadrado) e nas suas extremidades, outras caixinhas delimitadas que são responsáveis por demarcar onde começam e terminam. Elas também determinam o formato e a função deste código. Ou seja, se são números ou letras, por exemplo. Indicam ainda o caminho a ser seguido, seja ele para o link de um site ou rede social.

As demais partes são armazenadas em bytes (módulos), correspondendo a 8 bytes em apenas um QR. Suas versões podem ser diferentes, como por exemplo 21×21 módulos ou até 177×177. Vale ressaltar que atualmente existem cerca de 40 versões diferentes de QR Code.

Como criar um Código QR

Para criar o seu próprio código será preciso um QR Code Generator. Trata-se de um site que conta com os recursos para elaborar e criar a sua codificação. Estas plataformas de criação existem em versões gratuitas e pagas. Tudo irá depender do tipo de dado que pretende-se armazenar, assim como o tamanho e caminho que ele irá seguir, ao ser escaneado.

Basta fazer uma pesquisa online para encontrar aquele que melhor se adapta às suas necessidades ou ao seu negócio. Lembre-se que as versões gratuitas podem ser limitadas para determinados tipos de estratégia.

Onde o QR Code pode ser utilizado

A tecnologia QR Code pode ser utilizada para melhorar a confiabilidade de máquinas ou serviços, no que diz respeito a comunicação (interna e externa). Trata-se de uma maneira inteligente e eficiente de estabelecer um fluxo otimizado entre a Gestão de Manutenção de uma empresa, com a Linha de Produção e Serviços. Alinhado sempre aos conceitos de Indústria 4.0 e Internet das Coisas (IoT).

No caso das utilizações para o meio externo é muito fácil de pensar e imaginar o uso dos Códigos QR. De forma resumida, eles podem ser utilizados para promover a empresa, por meio de estratégias de marketing e publicidade. Assim como acrescentar valor a um determinado produto, com informações extras e relevantes. Podem conter ainda promoções, brindes, descontos ou quaisquer outras ações desse tipo.

Dessa forma, são utilizados em cardápios, etiquetas de roupas, nas embalagens de alimentos, em pilastras de prédios (publicidade) e até mesmo em currículos. No que diz respeito aos serviços, pode ser usado para partilhar uma senha de Wi-Fi, fazer o check in ou check out em um determinado lugar ou evento e até mesmo para autenticações bancárias.  

Mas e quando o assunto é o uso dessa tecnologia para agregar valor e facilitar os processos de gestão de manutenção em negócios do ramo do varejo, facilities, indústrias e hotéis? Este último pode aproveitar de diversas estratégias mencionadas anteriormente. Mas, no que diz respeito aos processos internos, as aplicações são diferentes.

No caso dos negócios que trabalham com sistemas de estoque, armazenamento, rastreamento, separação, expedição, envio e inventário o QR Code pode ser de grande utilidade, assim como as etiquetas NFC. Ele irá simplificar o processo, assim como torná-lo mais ágil e seguro.

Basta fazer a leitura para obter informações do banco de dados tais como: a localização do produto (rastreamento do endereço dentro do estoque); quantidade armazenada; quantas e quais devem ser enviadas (prazos); data de validade e a quantidade em estoque (e próximo pedido ou carregamento).

Desta forma, fazer a gestão de estoque fica mais fácil e o colaborador não precisa perder o seu tempo entrando no sistema, fazendo login, pesquisas e em seguida procurar onde encontram-se os produtos desejados. Com apenas uma leitura simples (de segundos), todas as informações estarão disponíveis.

No caso das indústrias que trabalham com ativos de criticidade alta e que prezam pelo tempo de resposta dos seus equipamentos ou máquinas, o QR Code pode agilizar esse processo. Fazer a leitura de um Código QR afixado na própria máquina (ou próximo dela), disponibilizará uma série de informações, tais como: detalhes sobre o que ela faz e seu fabricante; marca e modelo; histórico de manutenção preventiva e horário de funcionamento, por exemplo.

De forma resumida, esta tecnologia é capaz de agilizar os processos, uma vez que não é necessário acessar ao sistema e buscar por cada uma das informações. Basta utilizar a câmera do celular.

Como um smartphone lê o código QR

É por meio das câmeras VGA’s, tecnologia presente nos smartphones, que é feita a leitura dos QR Codes. Outros aparelhos como tablets também podem realizar essa descodificação. Assim como algumas tecnologias móveis específicas (como os de código de barras), que são capazes de realizar a leitura bidimensional.

No caso dos celulares e tablets, basta fazer o download do aplicativo de leitura. Existem diversas opções gratuitas e pagas para serem escolhidas. Inclusive das próprias lojas online do sistema operativo (Android, iOS, Windows Phone ou qualquer outro). Faça uma pesquisa e descubra aquele que mais lhe agrada e/ou adapta-se ao seu negócio.

Benefícios do Código QR para as pessoas

Os benefícios de ter um leitor de QR Code no celular é poder aproveitar e usufruir dessa tecnologia e daquilo que as empresas oferecem. Por exemplo, se estiver em um restaurante com estes códigos no cardápio, você pode usufruir de informações extras sobre um determinado prato ou bebida.

Algumas empresas oferecem promoções por meio destes códigos. Podem ser descontos, ofertas exclusivas ou até mesmo concursos diversos. Para os atuais ou potenciais clientes, as vantagens e benefícios podem ser dos mais variados possíveis.

Benefícios do Código QR para empresas e negócios

As empresas podem encarar esse tipo de tecnologia como uma oportunidade para potencializar a sua marca, agregando valor e credibilidade para com os clientes. Já no quesito organização, Técnicos e Gestores de Manutenção podem se beneficiar da agilidade e otimização dos processos.

  • É uma forma diferente de divulgar e acrescer valor ao produto;
  • Pode ser exposto em qualquer local, além de vários formatos e tamanhos;
  • É uma codificação fácil de elaborar e rápida de ser lida;
  • Armazena diversos tipos de informação;
  • Pode ser utilizado para informações sigilosas (criptografado ou com senhas);
  • Agregam agilidade aos processos e consequentemente competitividade de mercado;
  • Não é preciso investimentos altos, por se tratar de uma interfácl simples, versátil, com leitores portátil e relativamente barata.

A Infraspeak possui uma tecnologia muito similar ao QR Code, que implica na comunicação por meio de proximidade entre dispositivos. Trata-se das etiquetas NFC, Near Field Communication. Ela não necessita de cabos ou fios para realizar a sua função.

Basta que o técnico ou gestor de manutenção aproxime o seu equipamento ou celular ao dispositivo e terá acesso a todas as informações do ativo. A principal vantagem desse dispositivo em comparação ao código QR é a sua vida útil. Pois não depende das condições de visibilidade para funcionar (desgaste do adesivo, pintura ou impressão; pouca ou muita luz não interferem).