Manutenção Preditiva vs. Preventiva: qual é a diferença?

Preventive vs predictive maintenance

Não é raro ver-se o uso dos termos Manutenção Preventiva e Manutenção Preditiva como sinónimos, mas, ainda que sejam algo semelhantes (i.e.: ambos descrevem manutenção que é efetuada antes de quaisquer avarias ou problemas de funcionamento surgirem), estes são dois tipos diferentes de manutenção que deve ser capaz de distinguir.

Em primeiro lugar, o que é a Manutenção Preventiva?

Manutenção Preventiva é a manutenção planeada que é efetuada em equipamentos independentemente do seu estado de funcionamento, com o objetivo de evitar avarias e atenuar as consequências de paragens de funcionamento.

É normalmente regida por tempo (e.g.: a cada 6 meses), eventos (e.g.: a cada 500 utilizações), ou por leituras de contadores (e.g.: a cada 2,000 km), com limites que são normalmente estabelecidos com base em estatísticas sobre o tempo de vida médio ou esperado do equipamento em questão.

Este tipo de manutenção tem várias vantagens em relação à manutenção corretiva, que é realizada apenas quando avarias ou paragens dos equipamentos são reportadas. Para saber mais acerca disto, confira o nosso artigo sobre as vantagens da Manutenção Preventiva vs. Corretiva.

O principal problema com a Manutenção Preventiva é que, como não é baseada nas condições reais do equipamento, pode resultar em ações de manutenção, incluindo substituição de partes, que não são necessárias e custam tempo e dinheiro.

E a Manutenção Preditiva?

Também é conhecida como manutenção baseada em condições e, ao contrário da Manutenção Preventiva, esta abordagem baseia-se nas condições físicas ou de funcionamento dos equipamentos aquando da manutenção e não em estatísticas ou calendários definidos.

A ideia é prever a ocorrência de uma avaria antes da mesma acontecer, através de testes e monitorização consistente da condição e funcionamento do equipamento em questão, usando técnicas como análise de vibração ou de óleo. Quando determinadas condições indesejadas, como desgaste, são observadas, então uma reparação é agendada, antes da ocorrência de qualquer avaria. Assim, é possível garantir que as reparações são tanto necessárias como atempadas, o que nem sempre acontece com a Manutenção Preventiva ou Corretiva.

Contudo, a implementação de uma estratégia de Manutenção Preditiva requer normalmente maior investimento do que a Preventiva, uma vez que é necessário investir em equipamento de monitorização específico e treinar o pessoal para o usar e interpretar os resultados obtidos adequadamente.

Então, que estratégia deve usar?

A melhor estratégia será ter um programa de manutenção que incorpore ambos os tipos de manutenção descritos, como for adequado a cada situação. Lembre-se que considerar também a Manutenção Corretiva não deixa de ser necessário quando se adotam estas estratégias.manu

Existem Softwares de Gestão de Manutenção, tais como o Infraspeak, para o ajudar a definir, executar e monitorizar a sua estratégia de manutenção. Se estiver em dúvida em relação a investir, ou não, neste tipo de sistema, leia o nosso artigo sobre 5 sinais de que deve investir num CMMS.