As competências essenciais para um Gestor de Infraestruturas

Facility manager

Se está a ler isto, é provável que já saiba que o campo da gestão de infraestruturas é tão desafiante como diverso. Espera-se que os gestores lidem com um vasto leque de tarefas e de departamentos, o que implica que tenham um conjunto de competências e pontos fortes específicos.

Compilamos, sem uma ordem definida, algumas das que consideramos ser as competências mais importantes para se ser bem sucedido enquanto Gestor de Infraestruturas.

1. Competências tecnológicas

Ano após ano, o trabalho de um gestor de infraestruturas está cada vez mais dependente da tecnologia, com sistemas computadorizados de gestão e manutenção – aos quais é possível aceder através do computador ou de dispositivos móveis – a tornarem-se mais populares e necessários.

Deste modo, é importante estar familiarizado com este tipo de tecnologia – não precisa de ser um especialista, mas a verdade é que quanto mais competente for em relação à tecnologia, mais valioso/a será para a sua empresa.

2. Comunicação

Talvez um dos aspetos mais importantes desta lista, boa comunicação e competências interpessoais são cruciais para manter um bom fluxo de trabalho. É importante que o gestor faça um esforço para ser compreendido e, ao mesmo tempo, para compreender os outros.

Enquanto gestor, parte do seu trabalho é tentar construir ligações com os seus colegas e ser capaz de motivá-los para atingir os objetivos da empresa. Portanto, é importante analisar os pontos fortes e fracos da sua comunicação, bem como os efeitos da mesma nos seus colegas e na performance geral da equipa.

3. Know-how legal

Tendo em conta que parte do trabalho de um gestor de infraestruturas passa por assegurar o cumprimento com regulamentos governamentais, bem como normas de segurança, de saúde e ambientais, é essencial conhecê-las, bem como o impacto das mesmas nas infraestruturas pelas quais é responsável.

4. Liderança

Não é inesperado que uma das competências mais importantes para um gestor seja liderança. Enquanto gestor de infraestruturas, precisará de definir objetivos e assegurar-se de que os membros da sua equipa seguem as suas instruções adequadamente.

Terá de ser capaz de motivá-los (o que converge com uma das competências mencionadas anteriormente, a comunicação), monitorizar o seu desempenho e avaliar os resultados por eles criados.

5. Capacidades analíticas

Planeamento financeiro. Orçamentação. Revisão de métricas relacionadas com o trabalho, como tempo total de inatividade do equipamento. Uma parte significativa do trabalho envolve números e resolução de problemas, pelo que espírito crítico e uma mente analítica são realmente importantes para o cargo. É natural que haja problemas, e o gestor será o responsável pela resolução dos mesmos.