Como reduzir o Tempo Médio de Reparação (MTTR)?

Reduce MTTR

O tempo médio de reparação — que geralmente designamos pela sigla MTTR, do inglês Mean Time To Repair — é uma das métricas favoritas de qualquer gestor. Tal como o nome indica, representa o tempo médio necessário para reparar uma avaria. Portanto, é um indicador muito forte de como funciona o departamento de manutenção e a gestão de operações técnicas. Mas se o MTTR da sua empresa é demasiado elevado, o que é que pode fazer para o reduzir?

Como calcular o MTTR

Já explicámos num artigo anterior o que é e como calcular o MTTR. O que não explicámos foi como é que pode reduzir o esta métrica dentro da sua empresa. O primeiro passo é relembrar a fórmula de cálculo do MTTR:

Por esta expressão, rapidamente percebemos que o MTTR deriva de apenas duas variáveis: o tempo total de manutenção corretiva (ou seja, o tempo total passado a reparar equipamentos) e o número de ações de reparação. Para reduzir o MTTR,  terá obrigatoriamente de avaliar e tentar reduzir ambos os fatores.

Como reduzir o tempo total de manutenção corretiva?

O tempo total de manutenção vai desde o minuto em que a avaria é detetada até à sua resolução. Por vezes, este é o primeiro problema — passa-se demasiado tempo até que a avaria seja comunicada ao técnico competente. Se for esse o caso, implementar um sistema mais eficiente de gestão de infraestruturas pode ser uma solução. No caso de não ser possível o técnico deslocar-se até à empresa, considere a possibilidade de procurar uma empresa capaz de prestar teleassistência, ou ainda preparar os seus funcionários para fazer verificações rápidas.

Por outro lado, se o tempo de reparação é demasiado elevado, talvez isso seja um indicador de que determinados equipamentos devam ser substituídos. Se acrescentarmos ao custo da reparação os prejuízos acumulados durante a avaria, é bem provável que, em muitos casos, a substituição do equipamento seja mais económica.

Como reduzir o número de ações de reparação?

Mais uma vez, o segredo pode estar na sua equipa. Se um operador nota que uma determinada máquina ou equipamento não está a ter a performance esperada, deveria chamar um técnico de manutenção de imediato. Agir de forma rápida pode evitar uma avaria total e prevenir a paragem completa da produção. Em caso de emergência, o gestor de operações técnicas deve estar sempre disponível e rever o protocolo com a equipa.

Além disso, é importante ter em consideração que quase todos os equipamentos exigem uma revisão periódica. No caso das máquinas de uso intensivo, recomenda-se a substituição de algumas componentes mecânicas com regularidade, muitas vezes anualmente. Se automatizar estas notificações, é mais fácil garantir que toda a manutenção está em ordem e consegue diminuir o número de ações de reparação.

Em suma, reduzir o MTTR passa por três fatores — facilitar a comunicação de avarias, informação centralizada e organizada e pelo investimento na manutenção dos equipamentos. Reveja estes três pontos e temos a certeza que conseguirá reduzir o tempo médio de reparação da sua empresa já em 2019.