Já lhe falámos anteriormente sobre 5 sinais de que deve investir num CMMS, mas o que é que faz dele um investimento exatamente? A verdade é que os Sistemas de Gestão de Manutenção Computadorizados não só otimizam as operações de manutenção e a produtividade da sua equipa, como são um caminho para uma poupança significativa de dinheiro.

Aqui estão algumas formas como um CMMS o ajudará a poupar:

1. Aumento de produtividade

Provavelmente conhece a expressão “tempo é dinheiro”. E é. Todo o tempo gasto a criar relatórios manualmente, a monitorizar indicadores de desempenho e a gerir calendários pode ser dispendido em tarefas mais produtivas.

Além disso, as funcionalidades de planeamento de um CMMS contribuirão para maximizar os seus recursos de mão-de-obra através do melhor planeamento e agendamento das operações da sua equipa

2.Menos falhas de equipamentos

Se os equipamentos não forem adequadamente mantidos, levarão, eventualmente, a tempo de inatividade, que não só lhe custa caro, como pode prejudicar a sua empresa em termos de reputação e colocará muita pressão sobre os técnicos para resolverem as avarias o quanto antes.

Um CMMS permite-lhe agendar, monitorizar e rever planos de Manutenção Preventiva, cujo objetivo é evitar falhas inesperadas de equipamentos, impedindo gastos desnecessários de dinheiro.

Pode saber mais acerca da Manutenção Preventiva através dos nossos artigos sobre os benefícios da Manutenção Preventiva vs. Corretiva, como fazer Manutenção Preventiva, ou a diferença entre esta e a Manutenção Preditiva.

3. Aumento do tempo de vida dos equipamentos e otimização dos custos

Os planos de Manutenção Preventiva acima mencionados, que pode gerir com um CMMS, contribuirão para aumentar o tempo de vida dos seus ativos, através da consistente manutenção, antes que quaisquer falhas se manifestem.

Mas há mais – com as funções de monitorização de um CMMS, terá acesso a informações que o ajudarão a decidir entre reparar ou substituir equipamentos, com base em várias métricas como a idade do equipamento, o tempo de atividade ou a distância percorrida, aumentando assim a rendibilidade do ativo.

4. Melhor gestão de inventário e peças

Um CMMS pode ajudá-lo a gerir o seu stock, evitando atrasos na manutenção devido à indisponibilidade de equipamento ou peças suplentes necessárias. Pode ter uma visão muito mais abrangente do seu inventário e evitar tanto situações de falta de stock, como de excesso, visto que o CMMS lhe fornecerá informações sobre as quantidades atuais dos seus materiais ou peças suplentes.

5. Funcionalidades de gestão de custos

Um CMMS como o Infraspeak, por exemplo, permitir-lhe-á registar e identificar adequadamente todo o timpo de custos, quer associados a Materiais, Deslocações, ou Recursos (tais como maquinaria ou mão-de-obra qualificada). Isto permite gerar relatórios mais aprofundados e fazer estimativas mais precisas acerca de orçamentos e do desenvolvimento dos trabalhos de manutenção, do ponto de vista económico.

Com estes e outros aspetos (tais como melhor utilização energética, identificação de áreas problemáticas e auxílio no cumprimento das legislações e regulamentações em vigor), é difícil (para não dizer impossível) argumentar contra o poder de redução de custos de um Sistema de Gestão de Manutenção.

Aconselhamos que avalie o seu retorno sobre o investimento num CMMS, tendo em conta o seu custo anual e o dinheiro que estima poupar anualmente com o sistema.