5 sinais de que deve investir num CMMS

5 reasons you should invest in a CMMS

Um Sistema de Gestão de Manutenção Computadorizado  (CMMS) é um software de gestão extremamente útil para ajudar no agendamento e gestão de trabalhos de manutenção, bem como os seus ativos e custos.

Enquanto gestor de manutenção, pode pensar que tem tudo sob controlo, mas há alguns sinais que podem indicar que precisa de considerar investir numa destas ferramentas para o ajudar a levar a cabo as suas funções sem problemas. Vamos, então, falar sobre eles?

1. Ainda usa o Excel (ou pior… papel)

Se ainda usa as folhas de cálculo do Excel (ou qualquer outra plataforma de folhas de cálculo) para monitorizar os seus planos de trabalho, ativos e custos, está definitivamente a perder várias funcionalidades de que outras empresas estão a beneficiar com os CMMS.

Por exemplo, ao contrário de uma folha de cálculo, um CMMS é capaz de o notificar, bem como aos técnicos de manutenção, sobre planos de manutenção preventiva ou outros eventos não planeados, como avarias reportadas em equipamentos.

Tendo isto em conta, nem precisamos de discutir o uso de papel, pois não?

2. As suas decisões são mais estimadas do que informadas

Com um CMMS, poderá tomar decisões muito mais informadas relativamente a vários aspetos do seu trabalho, como planos de manutenção, alocação de técnicos ou investimentos em equipamento.

Isto não significa necessariamente que as suas decisões sem um CMMS não tenham justificação ou não sejam informadas de todo, mas com as ferramentas tradicionais (tais como o já mencionado Excel) é muito mais difícil atingir o mesmo nível de informação que pode facilmente obter com um software de gestão.

Este tipo de ferramenta pode fornecer-lhe múltiplos relatórios que são gerados automaticamente a partir dos dados disponíveis na plataforma.

3. Está a passar por demasiado tempo de inatividade

Ninguém quer tempo de inatividade. É prejudicial para as empresas, tanto em termos de custos como de fiabilidade e confiança por parte dos clientes. Como deve já saber, focar-se em planos de manutenção preventiva reduzirá o número de avarias inesperadas em equipamentos essenciais que podem resultar em paragens.

Com um CMMS, o planeamento e a monitorização de planos de manutenção e de ativos é muito mais simples e eficaz, minimizando as paragens e os custos desnecessários.

4. Não sabe bem quem está a fazer o quê

Se é gestor de uma equipa de manutenção maior, é natural que seja complicado monitorizar quais os técnicos que estão a fazer quais trabalhos e quando. Com um CMMS, no entanto, não podia ser mais fácil. Estes sistemas monitorizam todos os trabalhos de manutenção para cada técnico e são até capazes de calcular o tempo que cada trabalho demora a ser concluído, dando assim uma melhor percepção da performance de cada técnico.

5. A comunicação é problemática

Chamadas atrás de chamadas, cadeias de email longas, mais algumas chamadas e muito tempo desperdiçado. Soa-lhe familiar? Provavelmente sim, mas não devia. Uma grande vantagem de um CMMS é que permite melhorar significativamente a comunicação (tanto em termos de qualidade, como de tempo) entre gestores e técnicos.

Visto que é possível aceder à plataforma através de dispositivos móveis, poderá adicionar, atualizar ou eliminar requisições de trabalho, sendo que os técnicos responsáveis poderão facilmente tomar conhecimento das alterações, ou até ser automaticamente notificados sobre as mesmas.

Alguns CMMS, como o Infraspeak, permitem a associação de ficheiros, fotografias ou vídeos às avarias e ativos, que os técnicos de manutenção podem aceder instantaneamente, eliminando descrições verbais desnecessárias e que são frequentemente mal compreendidas.

O que se segue?

Além destes 5 sinais de que deve começar a usar um CMMS, há muitas outras razões para o fazer, de forma a aumentar a produtividade e a qualidade de vida da sua equipa.

Se quiser saber mais vantagens do uso de um software como o Infraspeak, agende uma demonstração aqui – sem compromissos.