O entrevistado da vez é o Luca Souza, engenheiro mecânico na Vanmar, empresa focada em serviços de usinagem, manutenção, fabricação e recuperação de conjuntos há mais de 20 anos no ramo de siderurgia, mineração, celulose e álcool-açucareira.

Luca dá um panorama do cenário atual da gestão de operações e manutenção, fala sobre referências do mercado e o que podemos esperar de um futuro próximo.

Veja abaixo como foi toda a conversa.

Infraspeak – Na sua opinião, quais são os principais problemas encontrados na gestão de facilities hoje?

Luca – Vejo alguns problemas grandes como a qualidade. No mercado atual, a exigência por utilizar o mínimo de recursos para realização de serviços pode impactar no resultado final do processo. O papel dos gestores é saber onde cortar o orçamento sem que a qualidade seja afetada. Um outro problema comum envolve o orçamento. É um aspecto essencial em uma empresa, pois o gestor precisa saber como está o mercado devido às mudanças rápidas nos valores da matéria-prima e mão-de-obra. Sendo assim os custos e a geração de lucro na manutenção têm de ser bem trabalhados.

Há também a falta de comprometimento da equipe. Infelizmente, ainda se encontra falta de comprometimento por parte dos colaboradores. Cabe ao gestor promover atividades, treinamentos e alternativas para manter a sua equipe motivada e empenhada. Atualmente, os profissionais que já se aposentaram e continuam exercendo suas funções, em alguns casos, podem trazer problemas à empresa.

Isso pelo simples fato de não terem o mesmo comprometimento e dedicação de outras épocas. E ainda, em certos casos, profissionais com mais tempo de casa ocupam cargos de confiança e acabam não sendo bons exemplos para seus colegas de trabalho. E por fim, um último problema grande é a falta de atendimento aos prazos. Hoje a cobrança para cumprí-los é enorme. Uma vez que uma solicitação não é atendida, a empresa pode perder credibilidade no mercado.

Infraspeak – Quais são as causas desses problemas?

Luca – As causas são variadas. Podem acontecer por falta de planejamento, cobranças excessivas por resultados e às vezes por execução de serviços que não são vitais. 

Infraspeak – Considerando a hierarquia operacional em uma empresa, qual é a função do:

Luca – O papel do técnico é garantir a execução das atividades da fábrica de acordo com os prazos determinados. Já o do gestor de manutenção é elaborar o escopo de serviço, levantamento prévio de recursos e matéria prima, auxiliar e monitorar atividades dos técnicos.

O gestor de Facilities precisa verificar contratos de serviços e contactar as lideranças da empresa enquanto o gerente geral se responsabiliza pela gestão da empresa, por receber feedback dos clientes e do gestor de facilities.

O Diretor de TI deve garantir o funcionamento dos recursos e tecnologia da empresa para facilitar o trabalho dos demais e o proprietário do negócio é o responsável pela área comercial, por abrir o leque para novas oportunidades. Em alguns casos pode ser o responsável técnico da empresa. Sendo assim além das funções gerenciais de um proprietário, estipula normas, procedimentos e análises de indicadores de manutenção e orçamentos. Ainda é responsável pelos investimentos dentro da empresa.

Infraspeak – Qual é o cenário atual das questões de segurança operacional e de manutenção?

Luca – As questões de segurança, em muitas empresas, estão em primeiro lugar. Contudo, a política de redução de custos acaba por postergar o prazo de manutenção dos equipamentos, o que, no caso, gera uma alta gama de serviços emergenciais.

Infraspeak – Quais são os impactos da Indústria 4.0 no mercado e nos profissionais?

Luca – Auxiliam e melhoram a tomada de decisão, pois pode-se medir índices em tempo real. Reduzem custos de uma forma geral por ajudar em uma especificação correta e sem desperdícios. E ainda, promove uma transição de organização e planejamento com as inúmeras ferramentas e tecnologias disponíveis. A tecnologia agregada aos recursos gerenciais promovem um desenvolvimento dos colaboradores e aliada ao uso correto, traz benefícios na qualidade do produto final.

Infraspeak – E o impacto da IoT (Internet das Coisas)?

Luca – Ajudam na busca de informações sobre processos e procedimentos e auxilia no desenvolvimento de técnicas e knowhow e na tomada de decisão por parte dos gestores. Várias soluções do cotidiano podem ser encontradas com o auxílio da internet das coisas.

Infraspeak – Em termos operacionais quais são os principais problemas hoje?

Luca – Falta de compromisso com o desenvolvimento profissional e crescimento junto com a empresa, ausência de conhecimento técnico e a dificuldade em se adequar e seguir procedimentos e normas.

Infraspeak – Em que nível está o mercado brasileiro em relação ao resto do mundo?

Luca – São duas análises. As grandes empresas e multinacionais instaladas aqui no Brasil desenvolvem métodos e utilizam ferramentas avançadas que auxiliam e promovem uma melhoria contínua de seus processos.

Empresas menores provém de métodos mais simples que também são eficientes pois os custos são altos para aquisição dessas ferramentas e, com um mercado instável, os negócios de menor porte optam por uma política mais conservadora.

Infraspeak – Qual país é a referência quando o assunto é gestão de operações e manutenção?

Luca – A Alemanha é um país referência quando se fala em engenharia e manutenção, seja em projetos, tecnologias, utilização de softwares etc. Tanto na indústria automotiva quanto nas demais, é onde devemos sempre nos espelhar.

Infraspeak – Onde e como os profissionais buscam desenvolvimento e crescimento na carreira neste setor?

Luca – A gama de cursos de especialização, pós- graduação, MBA, é ampla. Hoje com os cursos a distância, a busca por crescimento profissional é mais acessível. Workshops e palestras também agregam conhecimento e valor ao profissional.

Infraspeak – O que esperar deste mercado para os próximos 5 anos?

Luca – Um desenvolvimento grande da indústria 4.0, maior transição dos perfis profissionais com realização de multitarefas e, cada vez mais, um foco na diminuição dos custos e otimização dos processos.

 

Gostaria de conversar conosco e ter a sua visão de mercado, das boas práticas e tendências do setor publicadas em nosso blog? Mande um email com o assunto “Infraspeak Entrevista” para news@infraspeak.com e fazemos contato com você.

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião da Infraspeak